Carregando... em caso de demora a ação já foi concluidaCarregando... em caso de demora a ação já foi concluida



“ADQUIRA AGORA O DISCO”

loja Selo Fonográfico 180

CLIQUE E ACESSE  A LOJA

“É um dos discos de rock mais legais que saiu nos últimos tempos”Beto Bruno (Cachorro Grande)
“Rock ‘n Roll com balanço!”Wander Wildner
“Ikke Flesch é ousado, com uma proposta que emula um som setentista, mas dosando o peso das guitarras”Marcelo Moreira (UOL)


Notícias

O DISCO

ARTISTA: IKKE FLESCH
ÁLBUM: BEM MAIS ALTO QUE O CÉU

Ikke Flesch / Vocais e Guitarra
Wagner Vallim / Guitarra
Rodolfo Krieger / Baixo
Duda Machado / Bateria
Eliezer Fagundes / Piano, Rhodes e Nord

Participações:
Beto Bruno no vocal, e Marcelo Gross na guitarra em “Efeitos Especiais”
Pedro Pelotas no moog em “Aonde Você Está” e “Bem Mais Alto Que o Céu”
Rafa Pagani Godoi nos metais em “Hey Jack”
Perdidos da Augusta em “Recomeçar (Acústica)”

Produzido e gravado no Estúdio Madeira em São Paulo/SP por:
Ikke Flesch, Wagner Vallim, Rodolfo Krieger e Duda Machado
Técnico de estúdio: Jander Antunes (Cavalo)
Piano gravado nos estúdios TRAMA com Ronaldo Frige e Paulo Phoenix
Mixagem e Masterização: André Tavares (André T) em Salvador/BA
Capa: Greg Kickow
Fotografia: Andi Rodrigues
Produtor Executivo: Carlos Maestrini (Maestro)


[youtubegallery]

[/youtubegallery]

Ouça


Letras

1. Até o Sol Chegar

Cadê você? Eu já não sei mais aonde te procurar
Que direção eu vou seguir pra te encontrar por aí
Eu sigo seu cheiro, eu ouço a sua voz
Te trago dentro de mim
Fecho os meus olhos, e ainda te vejo
Tem mesmo que ser assim?

Como num sonho, criança, você me apareceu
E enquanto a noite se acaba penso em você e eu

Se for um sonho não quero acordar
Quero te ter outra vez
Do seu veneno eu quero tomar, da sua boca provar
Quando sorri, pra onde ir? será que é pura ilusão
Seus olhos brilham como o luar
me olhando na escuridão

Preciso mais que palavras para te convencer
talvez a luz das estrelas te faça entender
O que eu quero dizer

Até o Sol Chegar
Eu quero estar na sua vida

2. Aonde Você Está

Vem ouvir o que eu te digo
Quero ser como um amigo
Que prefere dizer
Sem querer me meter
Mas sei que é a sua vida
Mas essa história já tá batida
Eu procuro entender
Você precisa saber
(Não dá pra segurar)

Aonde você está? (Aonde você está?)
Aonde você está?

Ele vai se aproveitar
Do seu bem ele vai usar
Vai te ensinar a viver
Sem você perceber
Quanto tempo vai levar?
Quando você vai se ligar?
Você precisa correr
Ou vai se arrepender
(Não dá pra segurar)

3. Efeitos Especiais

Vou confessar
Já to vendo diferente
Por que quando tudo começa
É tão de repente
Não vai! Melhor não vir aqui
Não sai! Vou procurar

Quando rola esses olhares
Apesar dos pesares
Tudo fixa em outra dimensão
Não vai! Melhor não vir aqui
Não sai! Vou procurar

Todos os seus defeitos
Se tornam efeitos especiais
Que iluminam o nosso show
E não tem hora pra acabar

4. Hey Jack

Hey jack! Não tenho que escutar
O que você quer me dizer
Mas se puder me ouvir
Podemos conversar
Não quero que fale a mesma coisa
Aí embaixo todos ouvem de você
Se puder subir
Podemos continuar
Qual será o dia tão especial?
Eu procuro o sinal sem perder a razão

Então, olha pra mim!
Vê se não me deixa assim
Não tenho dinheiro pra
Que eu possa te falar
possa te mostrar, eu

5. Tão Perto

Há flores de todas as cores
A brisa leve que sussurra um pouco de paz
Penso bem antes de desistir
Acredito um pouco mais
Mas me sinto tão seguro
Não dependo do que serei capaz

Tudo o que foi é
E é porque será
Nada que fica
Fica fora do lugar

Tudo está tão perto
Basta abrir os olhos e enxergar
Bem mais perto do que possa imaginar

E a preocupação que me cerca
Onde será que vai ficar?

6. Sofia

Eu, eu tentei me perguntar
No que eu posso acreditar
Não há resposta, não há “sofia”
Não há maneira, há modos de pensar

Queime! O quanto você quiser
Baby! Não vou mais me segurar
Queime!
Melhor não caminhar tão só

Não vou deixar que eu deixe de dizer
Ou deixe de escutar o que aconteceu
A vida é real, pois há fogo em minhas mãos
Ou deixo queimar, ou aceito a situação

7. O Que Você Não Vê

Eu posso fazer o que eu bem entender
Não diga que há algo acima de nós
E que você não vê

Há muito tempo que eu tive alguém pra culpar
A minha falta de ter asas pra que eu possa voar
Um dia pensei então no porque acreditar
Em algo que você não vê e que não te faz pensar

Eu me sinto melhor do que antes já fui
Sei que é fácil alcançar é só mesmo querer
E você não vem

Diz que anda em paz, e vive fazendo bem
É tão cara de pau! Quer eu ande em paz também
Agora eu vou falar, ninguém precisa sofrer
pra que possa ganhar, basta só você querer

8. Bem Mais Alto Que o Céu

Velejar só num barco feito de papel
(suicídio)
Pedalar ao som de uma estação contrária
(sacrifício)

E quando o vento nos soprar
Minhas mãos vão alcançar
Um pouco de algodão, voando
Bem mais alto que o céu
Em baixa gravidade

Procurar um pote de ouro
Num arco-íris monocromático
(que sarcástico)
Lamber um espelho de reflexos circunflexos (narcisismo)

9. Recomeçar

Quantas vezes eu pensei em enlouquecer
Então pude entender que há sempre uma saída
Eu só achei que eu poderia ajudar
Mas eu deveria estar com um pouco mais de paciência

Eu não vou mais mudar o que pode estar
Andando tão corretamente
Eu não vou mais mudar! Pra que complicar?
O que pode ser tão simplesmente

Não, não importa eu ter que recomeçar
Eu sei que você sempre vai estar
Não, não importa eu ter que recomeçar
Recomeçar

Sempre acreditei no que tenho em minhas mãos
Cheguei até a sair do chão por alguma má influência
Mas por que culpar quem só pensa em se ajudar?
E se esse mundo é o meu lugar
E é com o erro que se acerta

logo_IKKEFLESCH_comflesch

Ikke Flesch reúne músicos importantes do rock brasileiro para alçar voo em carreira solo.

Com referências que bebem das melhores fontes do rock clássico e do que podemos chamar de rock moderno, Ikke Flesch é o mais novo projeto do músico e compositor gaúcho. Influenciado por The Faces, Rolling Stones, Black Crowes e  bandas contemporâneas como Jet, a sonoridade de Ikke remonta uma estética característica dos anos 70 e consegue reciclar os clichês do rock and roll em uma linguagem essencialmente moderna que tem como a energia positiva das composições sua maior marca.

Para gravar o disco de estreia, “Bem mais alto que o céu”, ele convocou o baterista Duda Machado (Pitty/Lisergia), o baixista Rodolfo Krieger (Cachorro Grande) e o guitarrista Wagner Vallim (ex-Nervoso e os Calmantes) – seu braço direito nesse projeto. O álbum também tem participações especiais de Beto Bruno, Marcelo Gross e Pedro Pelotas (Cachorro Grande), entre outros.

Em Setembro de 2013, o show de pré-lançamento do disco de Ikke Flesch teve lotação máxima em Santa Catarina. Na ocasião, ele foi acompanhado por Duda Machado, Martin Mendonça e Guilherme Almeida, músicos da banda de Pitty. Como todas as bandas de rock and roll que deixaram sua marca pela terra, possuir um grande espetáculo ao vivo também é ponto-chave no trabalho de Ikke. As apresentações são invariavelmente sem rodeios, diretas ao ponto e  em alta voltagem, transformando a sequência das canções apresentadas numa apoteose de overdubs guitarrísticos, linhas de baixo agressivas, bateria consistente e um vocal que chama a atenção por produzir um timbre potente e diferenciado. É difícil não notar a figura centralizadora de Ikke no palco por lembrar enigmáticas e representativas figuras como Rod Stewart e Mick Jagger. Em São Paulo, no final de 2013, sua apresentação de abertura que marcava o disco de estreia de Marcelo Gross em carreira solo foi destaque e recebeu críticas muito positivas.

Ikke Flesch iniciou sua trajetória como músico profissional no Rio Grande do Sul, aos 16 anos de idade, sempre se posicionando como líder de vários grupos musicais por quais passou. Tendo como referência a abertura dos shows da já bem sucedida banda gaúcha Cachorro Grande, o músico então, em 2012, é convidado a se   apresentar junto a eles no Planeta Atlântida, referido como um dos maiores festivais de música do sul do país.

Com grande experiência musical, Ikke se jogou de peito aberto  na tortuosa estrada do rock and roll. Hoje, aos 29 anos, o músico mostra em São Paulo seu talento e acredita que o rock é o movimento que deveria ser resgatado por ser o melhor remédio para todos os problemas. Sendo assim, levanta a bandeira não só como músico, mas trabalhando na produção de outras bandas e como proprietário de uma das casas noturna mais conceituadas do litoral catarinense: o Magic Bus Pub.

 

SHOWS

Flavio Petit shows@ikke.com.br flaviopetit@hotmail.com (61) 8187 4557

Back to Top

Contact Us